Garotos admitem em vídeo, abuso sexual de adolescente grávida e homicídio do namorado dela

Por: Ana Claudia Ramos Escritor da News365
Foto: Internet
Polícia 04 Maio 2017 16h 20min

Segundo a polícia, o rapaz de 19 anos foi degolado por três menores infratores conhecidos em cidade do Piauí.

Foto: Internet
Foto: Internet

Garotos admitem em vídeo, abuso sexual de adolescente grávida e homicídio do namorado dela

Segundo a polícia, o rapaz de 19 anos foi degolado por três menores infratores conhecidos em cidade do Piauí.

Polícia 04 Maio 2017 16h 20min

Um crime bárbaro que está repercutindo no pequeno município de Uruçuí, no Piauí, começa a ser esclarecido. O caso envolve o estupro de uma menor, grávida de seis meses, e o assassinato do namorado dela, de 19 anos.

De acordo com as autoridades policiais que apuram o caso, três adolescentes confessaram o ataque ao casal, registrado nesta quarta-feira (3).

Os menores são conhecidos pela população da cidade, que fica a 307 quilômetros da capital Teresina. Populares dizem que eles são infratores que já praticaram na região alguns atos ilícitos.

Conforme os próprios garotos contaram aos policiais, a garota de 15 anos e seu namorado, Flaviano da Silva Marinho, quatro anos mais velho, estavam conversando em uma ponte, na divisa com o estado do Maranhão, na madrugada desta quarta-feira (3).  O trio vinha da cidade de Benedito Leite, no Maranhão, e  resolveu então abordá-los e assaltá-los, aproveitando que a ponte que liga as cidades é um local ermo e deserto. Não havia ninguém por perto naquela hora, o que facilitou com que eles imobilizassem o jovem, ameaçando-o com uma faca.

EleEles degolaram Flaviano e depois jogaram seu corpo no Rio Parnaíba. Logo depois, a gestante foi levada para um local ainda mais afastado, onde foi vítima do estupro coletivo. Creem as autoridades que a motivação para os crimes cometidos após o roubo seria crueldade mesmo.

Ainda de manhã, algumas horas depois de ter sido jogado no rio, o corpo de Flaviano foi encontrado por acaso, por pescadores. Conforme explicou o delegado Diego Pascoal, que está investigando o caso, diligências foram feitas e dois adolescentes de 16 anos foram apreendidos no mesmo dia do crime. Já o garoto mais novo, de 13 anos, foi levado pela própria mãe a um distrito policial da cidade vizinha de Benedito Leite, no Maranhão, onde seus parentes moram.

Tentativa de homicídio, furtos e roubos são alguns dos atos ilícitos que constam no histórico dos infratores, apreendidos diversas vezes nos últimos anos.

“Eles são bem conhecidos dos policiais da região”, contou o delegado, informando que um deles já foi encaminhado onze vezes para estabelecimentos de correção de menores infratores.

Durante os relatos, os meninos disseram que registraram em vídeo tudo o que fizeram com o casal, usando o celular da vítima. No entanto, outro titular que atua na ocorrência, o delegado Bruno Ursulino, comprovou que eles apenas tiraram algumas fotos desfocadas, pois não sabiam de fato manipular a câmera do aparelho.

Além de roubarem os dois celulares das vítimas, o trio também levou a motocicleta do rapaz.

Um crime bárbaro que está repercutindo no pequeno município de Uruçuí, no Piauí, começa a ser esclarecido. O caso envolve o estupro de uma menor, grávida de seis meses, e o assassinato do namorado dela, de 19 anos.

De acordo com as autoridades policiais que apuram o caso, três adolescentes confessaram o ataque ao casal, registrado nesta quarta-feira (3).

Os menores são conhecidos pela população da cidade, que fica a 307 quilômetros da capital Teresina. Populares dizem que eles são infratores que já praticaram na região alguns atos ilícitos.

Conforme os próprios garotos contaram aos policiais, a garota de 15 anos e seu namorado, Flaviano da Silva Marinho, quatro anos mais velho, estavam conversando em uma ponte, na divisa com o estado do Maranhão, na madrugada desta quarta-feira (3).  O trio vinha da cidade de Benedito Leite, no Maranhão, e  resolveu então abordá-los e assaltá-los, aproveitando que a ponte que liga as cidades é um local ermo e deserto. Não havia ninguém por perto naquela hora, o que facilitou com que eles imobilizassem o jovem, ameaçando-o com uma faca.

Eles degolaram Flaviano e depois jogaram seu corpo no Rio Parnaíba. Logo depois, a gestante foi levada para um local ainda mais afastado, onde foi vítima do estupro coletivo. Creem as autoridades que a motivação para os crimes cometidos após o roubo seria crueldade mesmo.


Fontes:


Comentários

Envie seu comentário sobre essa notícia.



© 2017, News 365 todos os direitos reservados.