VÍDEO: jogador é agredido até ficar inconsciente em campeonato juvenil de futebol

Por: Bruno Tomé Escritor da News365
Jogador fica gravemente ferido após ataque de adversários

Polícia 06Dezembro2017 17 h 48min

Atleta das categorias de base recebeu chutes na cabeça após ficar caído no gramado

Jogador fica gravemente ferido após ataque de adversários
Jogador fica gravemente ferido após ataque de adversários

VÍDEO: jogador é agredido até ficar inconsciente em campeonato juvenil de futebol

Atleta das categorias de base recebeu chutes na cabeça após ficar caído no gramado

Polícia 06Dezembro2017 17 h 48min

Há vários questionamentos de onde surge a violência no futebol brasileiro. Para alguns, a culpa está na educação e no comportamento do brasileiro. No entanto, o que se percebe em um caso que aconteceu no estado do Amazonas, é as agressões e brigas, que vão além do esporte, começam desde cedo na modalidade mais popular do Brasil. Em um campeonato juvenil, durante a partida final, que deveria ser de celebração, um jovem ficou estendido no gramado após ser agredido com diversos chutes na cabeça. O motivo da briga era porque o Sul América havia feito dois gols e virado o jogo contra o Nacional, que estava ficando sem o título. 

O que também chamou atenção na final do campeonato pela imprensa local é que a partida, considerada um evento público, não contava com segurança policial e muito menos com ambulância. A situação apenas piorou o estado do jovem agredido, que inconsciente e com ferimentos na cabeça, teve ser levado ao hospital pelos próprios pais. 

A confusão começou quando faltava apenas três minutos para o jogo acabar. Naquaquele momento, o Sul América marcou o 2 a 0 e ia se consagrando campeão, revertendo a vantagem de 3 a 2 do Nacional, conquistada na primeira partida da final. Os jovens do Sulão não se contentaram e foram provocar o banco dos adversários, inclusive com gestos obscenos. Resultado: os jogadores do time rival partiram para a ignorância. 

O pior é que nem a comissão técnica, geralmente formada por pessoas mais velhas, se conteve. O grupo foi para cima do zagueiro Matheus Galvão, que mesmo caído, continuou a receber chutes na cabeça. Em um vídeo que foi gravado e publicado na internet, pode-se ver um atleta, chamado de Johny, agredindo a vítima. O detalhe é que o jogador estava suspenso e deveria estar na arquibancada. 

Matheus sobreviveu as agressões e registrou boletim de ocorrência contra o time adversário. O carro do juiz também foi vandalizado, porque os familiares dos jogadores do Nacional ficaram revoltados com o final da partida antes dos acréscimos. Os clubes explicaram que não há como ter segurança e ambulância nos jogos porque não se tem verba disponível para isso. 

Abaixo você confere os momentos de tensão:

Há vários questionamentos de onde surge a violência no futebol brasileiro. Para alguns, a culpa está na educação e no comportamento do brasileiro. No entanto, o que se percebe em um caso que aconteceu no estado do Amazonas, é as agressões e brigas, que vão além do esporte, começam desde cedo na modalidade mais popular do Brasil. Em um campeonato juvenil, durante a partida final, que deveria ser de celebração, um jovem ficou estendido no gramado após ser agredido com diversos chutes na cabeça. O motivo da briga era porque o Sul América havia feito dois gols e virado o jogo contra o Nacional, que estava ficando sem o título. 

O que também chamou atenção na final do campeonato pela imprensa local é que a partida, considerada um evento público, não contava com segurança policial e muito menos com ambulância. A situação apenas piorou o estado do jovem agredido, que inconsciente e com ferimentos na cabeça, teve ser levado ao hospital pelos próprios pais. 

A confusão começou quando faltava apenas três minutos para o jogo acabar. Naquele momento, o Sul América marcou o 2 a 0 e ia se consagrando campeão, revertendo a vantagem de 3 a 2 do Nacional, conquistada na primeira partida da final. Os jovens do Sulão não se contentaram e foram provocar o banco dos adversários, inclusive com gestos obscenos. Resultado: os jogadores do time rival partiram para a ignorância. 

O pior é que nem a comissão técnica, geralmente formada por pessoas mais velhas, se conteve. O grupo foi para cima do zagueiro Matheus Galvão, que mesmo caído, continuou a receber chutes na cabeça. Em um vídeo que foi gravado e publicado na internet, pode-se ver um atleta, chamado de Johny, agredindo a vítima. O detalhe é que o jogador estava suspenso e deveria estar na arquibancada. 


Fontes:




© 2017, News 365 todos os direitos reservados.