Aos 97 anos ela decidiu vender a casa. Quando a imobiliária entrou, ficaram sem palavras

Por: Bruno Tomé Escritor da News365
A dona manteve todas as características da década de 50 dentro da casa
Curiosidades 12Novembro2017 18 h 49min

Descrita como uma cápsula do tempo, a proprietária pediu cerca de R$ 2 milhões para vender a residência.

A dona manteve todas as características da década de 50 dentro da casa
A dona manteve todas as características da década de 50 dentro da casa

Aos 97 anos ela decidiu vender a casa. Quando a imobiliária entrou, ficaram sem palavras

Descrita como uma cápsula do tempo, a proprietária pediu cerca de R$ 2 milhões para vender a residência.

Curiosidades 12Novembro2017 18 h 49min

Uma idosa impressionou uma imobiliária ao decidir colocar a venda a casa onde ela viveu por 72 anos. A decisão foi tomada ainda em 2014, quando a mulher completou incríveis 96 anos. No entanto, o que impressionou os corretores não foi a decisão tomada depois de tanto tempo, mas sim o estado em que a casa se encontrava. Como você pode ver na imagem do artigo, a residência parece apenas mais uma de uma vizinhança comum na cidade de Toronto, no Canadá. Porém, o que as pessoas descobriram quando entraram no lugar é que a casa é uma verdadeira "cápsula do tempo", como descreveu o jornal britânico Daily Mail. 

Na época, a idosa decidiu vender a casa pelo preço de 699 mil dólares, algo em torno de R$ 2 milhões. Os corretores perceberam, que de uma maneira impecável, a dona manteve toda a decoração e móveis ainda da década de 50. Quem visitou o local acabou ficando impressionado com o estado da mobília, que aparenta ser nova. 

A estrutura da casa, no entanto, não é nada nova. A dona, que manteve o lug lugar impecável, chegou na casa ainda em 1942. Dessa forma, a residência conta também com características da arquitetura da época. O imóvel conta com dois andares, tendo três quartos construídos de tijolos e pedras. Na sala, o novo dono pode contar com e manter uma grande lareira. Todos os cômodos, claro, contam com uma decoração típica dos anos 50, com papel de parede florida em alguns cantos da casa e em outros, cores mais vivas. 

A dona é uma costureira que se mudou para uma casa de repouso. Para a imprensa canadense, a idosa garantiu que sempre gostou de ser exclusiva e sempre que pôde, seguiu o próprio estilo. Até o momento, não se sabe se alguém chegou a comprar a casa, que com certeza é única, não apenas naquela região, mas quem sabe, em um país inteiro. 

Como você poderá perceber no vídeo abaixo, cada cômodo da casa acaba sendo único. Também chama atenção que a decoração e os móveis combinam perfeitamente, o que mostra um bom gosto da proprietária. Mas, a pergunta que fica é: se você pudesse, você gastaria toda a quantia para comprar essa casa? 

Uma idosa impressionou uma imobiliária ao decidir colocar a venda a casa onde ela viveu por 72 anos. A decisão foi tomada ainda em 2014, quando a mulher completou incríveis 96 anos. No entanto, o que impressionou os corretores não foi a decisão tomada depois de tanto tempo, mas sim o estado em que a casa se encontrava. Como você pode ver na imagem do artigo, a residência parece apenas mais uma de uma vizinhança comum na cidade de Toronto, no Canadá. Porém, o que as pessoas descobriram quando entraram no lugar é que a casa é uma verdadeira "cápsula do tempo", como descreveu o jornal britânico Daily Mail. 

Na época, a idosa decidiu vender a casa pelo preço de 699 mil dólares, algo em torno de R$ 2 milhões. Os corretores perceberam, que de uma maneira impecável, a dona manteve toda a decoração e móveis ainda da década de 50. Quem visitou o local acabou ficando impressionado com o estado da mobília, que aparenta ser nova. 

A estrutura da casa, no entanto, não é nada nova. A dona, que manteve o lugar impecável, chegou na casa ainda em 1942. Dessa forma, a residência conta também com características da arquitetura da época. O imóvel conta com dois andares, tendo três quartos construídos de tijolos e pedras. Na sala, o novo dono pode contar com e manter uma grande lareira. Todos os cômodos, claro, contam com uma decoração típica dos anos 50, com papel de parede florida em alguns cantos da casa e em outros, cores mais vivas. 

A dona é uma costureira que se mudou para uma casa de repouso. Para a imprensa canadense, a idosa garantiu que sempre gostou de ser exclusiva e sempre que pôde, seguiu o próprio estilo. Até o momento, não se sabe se alguém chegou a comprar a casa, que com certeza é única, não apenas naquela região, mas quem sabe, em um país inteiro. 


Fontes:




© 2017, News 365 todos os direitos reservados.