Membros do Comando Vermelho matam cruelmente comparsa e mandam vídeo para família

Por: Bruno Tomé Escritor da News365
Corpo foi encontrado na mata em que foi carbonizado por Orenildo
Polícia 11Novembro2017 18 h 01min

Jamisson, de apenas 22 anos, teria sido morto por ter vendido uma arma que pertencia ao grupo criminoso

Corpo foi encontrado na mata em que foi carbonizado por Orenildo
Corpo foi encontrado na mata em que foi carbonizado por Orenildo

Membros do Comando Vermelho matam cruelmente comparsa e mandam vídeo para família

Jamisson, de apenas 22 anos, teria sido morto por ter vendido uma arma que pertencia ao grupo criminoso

Polícia 11Novembro2017 18 h 01min

Os agentes da Delegacia de Crimes Contra a Vida concluíram na manhã desta sexta-feira (10) um caso que chocou os moradores da capital de Rondônia, Porto Velho. A vítima, identificada como Jamisson de Oliveira Alencar, de apenas 22 anos, teria sido esfaqueado e morto carbonizado pelo suspeito conhecido apenas como Orenildo, de 27 anos. Conforme as primeiras informações divulgados, os dois seriam integrantes do Comando Vermelho (CV). 

Os policiais não tiveram dificuldades em achar o assassino. Além de ter matado cruelmente o jovem, Orenildo ainda gravou tudo em um vídeo, que foi enviado para familiares e amigos de Jamisson. Com a gravação em mãos, as autoridades conseguiram identificar o criminoso. Orenildo foi preso na própria residência,  no bairro Lagoinha, na zona leste da capital. Já o corpo da vítima teria sido encontrrado na Estrada da Penal, na zona rural da capital. 

A conclusão policial é de que a motivação do crime seja de que Jamisson teria sido acusado de dar "sumiço" dentrotro do Comando Vermelho. Na gíria dos traficantes, seria vender uma arma que pertence ao grupo para um outra pessoa. Por esse motivo, acredita-se que Orenildo recebeu a ordem de executar o parceiro. 

Pelas informações divulgadas, também acredita-se que o assassino convidou a vítima e mais outra comparsa, conhecido como Neguinho, para fazer um assalto em uma fazenda. Os três pegaram bicicletas para ir até o local, no entanto, no meio do caminho, Orenildo atacou a vítima com uma faca. Depois, arrastou o corpo para o meio da mata e o carbonizou. Para finalizar o ato, ensacou os restos mortais de Jamisson com pedras e o jogou em um rio. Neguinho teria sido o autor das filmagens. 

O vídeo, além de ter sido enviado para a família de Jamisson, também foi mandado para integrantes do Comando Vermelho que estão presos. A gravação teria servido de prova que Orenildo finalizou o serviço com os líderes da facção criminosa gostariam. Agora, a polícia tenta prender Neguinho para encerrar as investigações e abrir o inquérito contra os dois suspeitos.

PARA VISUALIZAR AS IMAGENS DO CRIME CLIQUE AQUI!

Os agentes da Delegacia de Crimes Contra a Vida concluíram na manhã desta sexta-feira (10) um caso que chocou os moradores da capital de Rondônia, Porto Velho. A vítima, identificada como Jamisson de Oliveira Alencar, de apenas 22 anos, teria sido esfaqueado e morto carbonizado pelo suspeito conhecido apenas como Orenildo, de 27 anos. Conforme as primeiras informações divulgados, os dois seriam integrantes do Comando Vermelho (CV). 

Os policiais não tiveram dificuldades em achar o assassino. Além de ter matado cruelmente o jovem, Orenildo ainda gravou tudo em um vídeo, que foi enviado para familiares e amigos de Jamisson. Com a gravação em mãos, as autoridades conseguiram identificar o criminoso. Orenildo foi preso na própria residência,  no bairro Lagoinha, na zona leste da capital. Já o corpo da vítima teria sido encontrrado na Estrada da Penal, na zona rural da capital. 

A conclusão policial é de que a motivação do crime seja de que Jamisson teria sido acusado de dar "sumiço" dentro do Comando Vermelho. Na gíria dos traficantes, seria vender uma arma que pertence ao grupo para um outra pessoa. Por esse motivo, acredita-se que Orenildo recebeu a ordem de executar o parceiro. 

Pelas informações divulgadas, também acredita-se que o assassino convidou a vítima e mais outra comparsa, conhecido como Neguinho, para fazer um assalto em uma fazenda. Os três pegaram bicicletas para ir até o local, no entanto, no meio do caminho, Orenildo atacou a vítima com uma faca. Depois, arrastou o corpo para o meio da mata e o carbonizou. Para finalizar o ato, ensacou os restos mortais de Jamisson com pedras e o jogou em um rio. Neguinho teria sido o autor das filmagens. 


Fontes:




© 2017, News 365 todos os direitos reservados.