Lula tem 48h para apresentar recibos originais do aluguel de apartamento em São Bernardo

Por: Bruno Tomé Escritor da News365
Primeiros recibos apresentados possuíam erros de grafia e datas inexistentes
Política 13Outubro2017 19 h 18min

Juiz Sérgio Moro pede que os comprovantes sejam entregues à justiça para análise

Primeiros recibos apresentados possuíam erros de grafia e datas inexistentes
Primeiros recibos apresentados possuíam erros de grafia e datas inexistentes

Lula tem 48h para apresentar recibos originais do aluguel de apartamento em São Bernardo

Juiz Sérgio Moro pede que os comprovantes sejam entregues à justiça para análise

Política 13Outubro2017 19 h 18min

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva terá 48h contadas, que começaram a partir de sexta-feira (13), para apresentar à justiça os recibos originais dos aluguéis do apartamento de São Bernardo do Campo, localizado em São Paulo. A Lava Jato sempre trabalhou com a hipótese que o imóvel sempre pertenceu a Lula, no entanto, o ex-presidente garante que apenas o aluga desde 2011. A decisão do juiz Sérgio Moro foi divulgada no sistema da justiça federal. 

Sérgio Moro garante que não precisará ser feito uma audiência apenas para entrega dos comprovantes. Em comunicado, o juiz também afirmou que os recibos devem passar por perícia para ser comprovada a sua veracidade. O apartamento é uma das peças centrais da denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra Lula.

Para a justiça, o ex-presidente comprou o apartamento com dinheiro de propina que recebeu da Odebrecht. O dinheiro foi gerado a partir de contratos superfaturados entre a empresa e a Pet Petrobras. Além da compra do imóvel em São Bernardo, o MPF também investiga a compra de um terreno onde seria construído o Instituto Lula. 

Conforme a denúncia, o apartamento foi comprado por Glaucos da Costamarques após pedido do pecuarista José Carlos Bumlai, ambos são amigos e considerados "laranjas" de Lula. Costamarques disse em depoimentos que aluga o apartamento para Lula, mas que recebeu os aluguéis apenas a partir de 2015.

Lula negou todas acusações do MPF. A defesa do ex-presidente já havia apresentado à justiça 31 recibos, com datas entre 2011 e 2015. No entanto, todos os comprovantes contam com erros de grafia semelhantes e datas que não constam no calendário, como 31 de junho e 31 de novembro. 

Após a primeira apresentação, o MPF também decidiu denunciar Lula por falsidade criminal, por apresentar provas falsas. Em setembro, Moro pediu para a defesa do político se ela estava com os recibos originais. Os advogados garantiram que sim e apresentaram mais cinco comprovantes no período. No entanto, alguns dos recibos eram iguais aos primeiros apresentados.

A defesa do ex-presidente garantiu que tem os exemplares originais e entregará os recibos dentro do prazo de 48 horas. 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva terá 48h contadas, que começaram a partir de sexta-feira (13), para apresentar à justiça os recibos originais dos aluguéis do apartamento de São Bernardo do Campo, localizado em São Paulo. A Lava Jato sempre trabalhou com a hipótese que o imóvel sempre pertenceu a Lula, no entanto, o ex-presidente garante que apenas o aluga desde 2011. A decisão do juiz Sérgio Moro foi divulgada no sistema da justiça federal. 

Sérgio Moro garante que não precisará ser feito uma audiência apenas para entrega dos comprovantes. Em comunicado, o juiz também afirmou que os recibos devem passar por perícia para ser comprovada a sua veracidade. O apartamento é uma das peças centrais da denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra Lula.

Para a justiça, o ex-presidente comprou o apartamento com dinheiro de propina que recebeu da Odebrecht. O dinheiro foi gerado a partir de contratos superfaturados entre a empresa e a Petrobras. Além da compra do imóvel em São Bernardo, o MPF também investiga a compra de um terreno onde seria construído o Instituto Lula. 

Conforme a denúncia, o apartamento foi comprado por Glaucos da Costamarques após pedido do pecuarista José Carlos Bumlai, ambos são amigos e considerados "laranjas" de Lula. Costamarques disse em depoimentos que aluga o apartamento para Lula, mas que recebeu os aluguéis apenas a partir de 2015.


Fontes:




© 2017, News 365 todos os direitos reservados.